Tratamento e recobrimento é tema de abertura do Congresso Brasileiro de Sementes

O pesquisador da Embrapa Soja, Ademir Assis Henning, ministrou a palestra de abertura no XVII Congresso Brasileiro de Sementes, realizado em Natal (RN), de 15 a 18 de agosto, que reúne os principais agentes do setor. Henning apresentou as vantagens do tratamento e do recobrimento de sementes para a sustentabilidade do sistema de produção. O tratamento e o recobrimento de sementes são essenciais para a saúde das plantas. “A aplicação de fungicidas, inseticidas e polímeros melhora a cobertura e até a plantabilidade, pois a semente flui mais rapidamente”, afirmou Henning.

A economia de sementes por área plantada e de princípio ativo utilizados para o tratamento de sementes proporcionam melhoria na qualidade dos grãos colhidos e redução de resíduos e de custos. “Em mais de 95% da área plantada com soja no Brasil é utilizado o tratamento de sementes com fungicidas. A importância, mais do que tudo, é assegurar o estabelecimento da população inicial de plantas, especialmente se ocorrerem situações de estresse hídrico após a semeadura, o que é comum”, disse o pesquisador.

Além disso, o tratamento propicia a limpeza da semente, diminuindo o risco de transmitir fungos de doenças de uma região para outra. O pesquisador destaca a necessidade de se utilizar sementes de boa procedência, a fim de garantir a qualidade do cultivo. “Antes de mais nada, o produtor tem que adquirir semente certificada”, afirmou Henning.“É até permitido ao produtor usar a semente própria em sua área, porém com a utilização de sementes caseiras, sem tecnologia e tratamento adequado, os fungos e as doenças se proliferam. É preciso tomar cuidado com semente própria”, destacou.

Henning ressalta ainda a importância do desenvolvimento da indústria de equipamentos para a produção de sementes de qualidade. Entre os avanços tecnológicos, o pesquisador destaca a máquina de tratar sementes e o tratamento industrial. De acordo com Henning, esse processo evita a exposição do agricultor aos agentes químicos. “São máquinas que tem a possibilidade de tratar até treze toneladas de sementes por hora e limitam o contato com os produtos”, disse o pesquisador.

 

 

Outros registros:

Setor armazenador discute normas de certificação
Sistema de baixa emissão de carbono traz benefícios para a produção de sementes


Ver todos os registros


Informativos

Setor armazenador discute normas de certificação

      O Minist&ea...


Cadastre seu E-mail

Nome:
Email:
 

Representantes


Calcário Tangará Industria e comercio Ltda - Av. Brasil, 483-N - Tangará da Serra - MT - Desenvolvido por Fuzzon Tecnologia